Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Claro como água.

por Fernando Lopes, 11 Mai 14

Tempos atrás um amigo divorciado colocou-me perante o seguinte dilema: estava interessado numa rapariga, mas sempre que lhe ligava ou mesmo quando tomava ela a iniciativa nunca saíam sozinhos. Com toda a sinceridade expliquei-lhe que era um modo básico de defesa feminino, uma maneira de dizer gosto de ti, sou tua amiga, mas não tenhas ideias. Como não sou garanhão  – apenas tive meia-dúzia de namoradas a sério – estou casado há 21 anos e não sou particularmente atraente, ignorou o aviso e lançou a pergunta. Confessou-se desiludido por conselho certeiro ter vindo de tão fraca reputação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds