Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O que interessa é não enganar a freguesia.

por Fernando Lopes, 7 Jan 14

Quem escreve num blogue acaba necessariamente por se dar a conhecer. Não de forma clara, antes as tortuosidades e o esconso. Parece que a muitos bloggers preocupa o que deles os seus leitores pensam ou imaginam. Perdoem-me o francês, “but I don’t give a fuck”. Quem me quiser imaginar um modelo em vez de um tipo anafadito com uns modestos 1,71 m, faça-o à vontade. Aqueles que vagueiam pela intimidade do escriba e por isso dele se acham próximos, desenganem-se. De feitio difícil, só a custo penetram no meu forte novas amizades. Os que pensam num tipo engraçado, saibam-me bordeline, oscilando frequentemente ente a euforia e angústia. Inteligência também não será o forte deste vosso servo que abandonou a faculdade pelo vil metal. Farto de contar tostões, em 1987 mandei a filosofia às malvas. Materialista, não só dialéctico, ganhava três vezes mais que os ex-colegas que aturavam putos ranhosos e tentavam ensinar Descartes, Sócrates ou Heidegger. Bebo demais, como demais, fumo demais. Não sou uma pessoa agradável, culta, chique ou que aprecie a sofisticação, antes um simplório, que frequenta tascas, capaz de expelir vernáculo a ritmo de samba. Disse. O que interessa é não enganar a freguesia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    É a nossa obrigação, Inês. Impensável ter um anima...

  • Inês

    E o contente que eu fico por saber que há mais um ...

  • Genny

    O Natal está aí à porta. Começa a introduzir esse ...

  • Fernando Lopes

    João, a bicha é surda, foi um pequeno milagre o fa...

subscrever feeds