Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Nunca imaginei que colocar uma simples “ponte” fosse tão complexo. Da primeira vez passei três horas de boca aberta enquanto o dentista fazia moldes e mais moldes e criava uns dentes provisórios. Já passei mais de quatro horas de boca aberta e ainda me restam mais duas sessões, o que deve dar um total de mais de seis horas de tratamento dentário. Enquanto fazia este tratamento lá foi descoberta mais uma cárie a tratar e um dente a desvitalizar. Em verdade vos digo, ir ao dentista é como levar um carro velho à oficina, vai-se mudar o filtro de óleo e descobrem-se mais meia dúzia de arranjos inadiáveis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Filipe, estou em dívida contigo. A vida não tem es...

  • Anónimo

    Já estava na iminência de pedir à PJ a emissão de ...

  • Fernando Lopes

    Gábi, não sou insensível ao drama da deslocação do...

  • redonda

    eu não vou chamar, nada primeiro porque estou muit...

subscrever feeds