Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Querida EDP.

por Fernando Lopes, 30 Out 13

Ontem à noite, como diria o José Luís Peixoto, fugiste-me. Do profundo breu em que se havia transformado a minha existência, quis ligar-te. Mas como sou modernaço, aderi à factura electrónica, que estava no PC, que sem luz não funciona, e não tinha o teu número. O portátil estava sem bateria pelo que se recusou a dar-me o teu contacto. Nesta busca incessante do teu call-center, usei a lanterna do telemóvel, que, por assim dizer, pifou. Nem net, nem telemóvel, nem fixo, cortesia do triple play. Resolvi bater à porta do vizinho, pedir-lhe encarecidamente que me desse o mítico número das tuas avarias. O pateta também aderiu às facturas no email. Nada feito. Venho assim sugerir-te que distribuas pelos clientes um daqueles autocolantes de frigorífico, fluorescente, com o número mágico. Como não sou exigente, e a bem das relações sino-lusas, podem até ser feitos na China. Obrigado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds