Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O melhor baile era o de Miragaia.

por Fernando Lopes, 21 Jun 13

Tinha o meu bar favorito, “Menos que Zero”, um microcosmos inspirado em Gaudi. Baile e bandas populares à séria; foi lá que ouvi pela primeira e última vez o clássico, “Ó trabalho vai-te embora”. Cerveja e bifanas a preço low-cost muito antes de os camones popularizarem o conceito. Porrada da boa quando algum gabiru tentava apalpar uma moça local. Gajos vermelhos de bêbados. Mães que chamavam os rebentos dizendo: anda cá, filho da puta! Velhas a vigiar filhas casadoiras.

 

Ah, a nostalgia. Acho que vou tentar passar pelo baile de Miragaia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gugu & Nani, Jet Bronze and Beyond.

por Fernando Lopes, 21 Jun 13

O meu amigo RG é um bocado tresloucado e é por isso que nos damos bem. Temos momentos Monty Python em abundância. Dada a impossibilidade de mudarmos de opção sexual devido a problemas de hemorróidas, rapidamente inventámos um negócio em que faríamos de gays para apreciar e melhorar o mulherio. Tudo isto imaginado ao telefone.

 

Um salão de beleza com dois middle aged gays, camisas brancas às bolas pretas como Cruella Deville, calças pretas e sapatos de verniz. Tudo bem cintadinho para exibir as numerosas curvas dos nossos corpos. Um especializado em “desinstalação do tapete persa”, vulgarmente conhecido como depilação genital, outro especializado em Jet Bronze, um coisa de que desconhecia a existência até ontem.

 

Depilávamos as pachachas e bronzeávamos as piquenas à pistola. Tudo bem abichanado para evitar suspeitas e maridos ciumentos. Até pensamos num cartão cliente que ao fim de 10 sessões ofereceria presentes distintos. Dildos para as com prática, cunnilingus para as virgueiras.

 

Isto merece ou não um prémio nacional de empreendedorismo? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds