Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Novo normal.

por Fernando Lopes, 15 Mar 13

Dizer que esta crise é também uma crise de valores, é senso comum. Dezenas de milhões pagam a ganância de meia-dúzia. A perda de valores desceu hierarquicamente, de governantes para governados, patrões para empregados. A pretexto da crise, destroem-se vidas, baixam-se salários. O que fazemos? Tornámo-nos predadores do semelhante. Intriga, culambismo, marketing pessoal, ocultação de saberes, tudo vale para manter o emprego. Trabalhar, é hoje mais difícil do que nunca, pois o colega pode estar disposto a qualquer coisa para assegurar a sua sobrevivência. Como todas as crises, também esta tem algo de bom. É momento para distinguir o camarada solidário do egoísta, a intriga da frontalidade, a subserviência da cooperação. Diferenciam-se os homens dos meninos, perdoem-me o machismo da expressão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Eh pá, nos contras diria que não é um cão. Nos pró...

  • Genny

    Tão gira!Mas confessa...já estás rendido à gata, n...

  • Fernando Lopes

    Croissant, meu caro, mas como o povo não sabia fra...

  • Carlos A. de Carvalho

    Que raio são coraças ? Como vou estar por aí a sem...

subscrever feeds