Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

14 de Março de 2005.

por Fernando Lopes, 14 Mar 13

Em vez das palavras da praxe, o pai vai contar-te como tudo se passou. Quatro meses antes de nasceres, foi diagnosticado à mãe, citomegalovírus. Uma variante de herpes, inofensiva para todos, à excepção de grávidas. Consultámos vários médicos, analisamos a possibilidade de nasceres em Houston, nos Estados Unidos. A doença da mamã podia causar-te surdez, atraso mental e outros problemas de saúde. Disseram-nos que o risco de teres sequelas era pequeno, mas tivemos medo, muito medo. Afinal, eras o nosso bebé.

 

Às 9 da manhã fomos para a Ordem, onde nascerias num parto programado. A Dra. Fernanda, depois de acalmar a mãe, consentiu que o pai assistisse. Cortaram a barriga, o anestesista empurrou-te os pés com muita força, e apareceste. Linda.

 

Estranhamente, a sala onde faziam o teste de Apgar, era ao lado do local do parto. O pai, vestido de verde, corria como um louco, entre uma sala e outra:


- A bebé está bem!

- A mãe está bem! Vamos "fechar".

 

E o pai esbaforido, como uma barata tonta, para cá e para lá. Limpei-te o primeiro cocó. Era verde, como se tivesses comido algas. Lá fora estavam 26º, um dia lindo. Olhei pela janela e alegrei-me com o teu nascimento, o sol, a primavera. Pressenti que tudo iria correr bem. Tinha razão. Amo-te.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds