Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mensagem numa garrafa.

por Fernando Lopes, 20 Jan 13

Sabes bem as minhas fraquezas, a tendência para a depressão, o sentido de não pertença que me acompanha desde que me conheço como gente. Nunca bastou um vida normal, sempre sonhos grandiosos que o tempo se encarregou de esfumar. Queria viajar em busca de mim e voltar sempre a casa.  Ser africano em África, conhecer as estepes mongóis, atravessar o deserto de camelo, passear por Lhassa. Viver e aprender com outros povos do mundo. Saber contar histórias, dar vida, pulso, força, às personagens que habitam o meu imaginário. Faltou a coragem e a sorte para empreender tal jornada. Vivo-a através dos olhos dos outros, das palavras escritas por homens e mulheres bafejados pelo talento de passarem ao papel os armários escondidos da imaginação. Ainda não desisti. Talvez um dia consiga visitar esses mundos imaginados, fazendo parte deles, sendo um na multidão. Existe a remota possibilidade de Momo me tocar divinamente. Voltarei sempre para os teus braços. A viagem faz mais sentido se houver regresso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Filipe, estou em dívida contigo. A vida não tem es...

  • Anónimo

    Já estava na iminência de pedir à PJ a emissão de ...

  • Fernando Lopes

    Gábi, não sou insensível ao drama da deslocação do...

  • redonda

    eu não vou chamar, nada primeiro porque estou muit...

subscrever feeds