Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cabelos longos.

por Fernando Lopes, 8 Dez 12

Olho-me ao espelho. Aprecio os cabelos longos, brilhantes. Lavo-os todos os dias, uso amaciador, secador. Quase uma hora por dia é dedicada a esse ritual. Por causa deles já me chamaram paneleiro, drogado, freak, maltrataram a minha mãezinha, andei à pancada. Nada disso interessa, adoro tê-los longos, principalmente em dias de vento. São uma extensão da personalidade, do coração, da alma. Um símbolo de rebeldia e liberdade. A avó ofereceu-me 5.000$00 para os cortar, uma pipa de massa. Recusei. As dificuldades que a família atravessa obrigam-me a ir a uma entrevista de emprego, sei que não posso aparecer com cabelos que não são cortados há um ano e meio. Não seria bem aceite, estávamos em 1987. Não disse nada à avó, fui cortar o cabelo. Aceitaram-me para o emprego, passei a ter um ar respeitável, mas nunca mais senti a liberdade algo selvagem que uns cabelos longos agitados pelo vento proporcionam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Genny

    Fico sempre com uma sensação de impotência.

  • Fernando Lopes

    Um facto alegre, não deve cegar para os problemas ...

  • Anónimo

    Um desabafo triste num dia que, para mim também, d...

  • Fernando Lopes

    Obrigado, Henedina. Reúno uma qualidade essencial ...

subscrever feeds