Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Coisas que Paulo Macedo não pode pagar

por Fernando Lopes, 2 Ago 12

À minha frente pára uma ambulância de transporte de doentes dos Voluntários Portuenses. Dela saem um mulher e uma criança com paralisia cerebral. O bombeiro, homem grisalho, de bigode farfalhudo, puxa o cabelo ao miúdo, dá-lhe marradinhas, beijos. E lembro-me de um velho slogan: "Transporte de criança: 20€ Afectividade: sem preço."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Filipe, estou em dívida contigo. A vida não tem es...

  • Anónimo

    Já estava na iminência de pedir à PJ a emissão de ...

  • Fernando Lopes

    Gábi, não sou insensível ao drama da deslocação do...

  • redonda

    eu não vou chamar, nada primeiro porque estou muit...

subscrever feeds