Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

estórias

por Fernando Lopes, 25 Jul 12

Sempre tive o fascínio dos livros e das histórias. Desde a infância que me fiz acompanhar por exímios mestres dessa arte de contar. De Enid Blyton a Júlio Verne, de Garcia Márquez a Llosa, de Rentes de Carvalho a Rubem Fonseca. Todos vivemos nesse universo, às vezes trágico, outras fantástico, muitas outras, cómico. Quem gosta de ler, inevitavelmente, sente-se tentado a materializá-lo. Os três episódios de Alice são um tenteio de dar vida a essas personagens que habitam na minha imaginação. Quis fazer algo beatnik, instintivo, natural. Saiu este tortojo, um aleijão de conto. É como ser pai de um filho apatetado. Não significa que se ame menos, embora nos possa causar embaraços ocasionais. O blogue segue dentro de momentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Alice (III)

por Fernando Lopes, 25 Jul 12

Na caixa de correio, um daqueles folhetos de viagem. Um passeio pela Galiza, almoço no Grove, vista à ilha de La Toja, ou a Toxa como dizem e escrevem os galegos. Alice surpreendeu-se com a fábrica de sabonetes, a capela de conchas, o grande hotel. "Quieres pendientes?" interrogavam as vendedeiras. Passeamos entre  jovens, sorvendo a sua vida, alegria, vontade de viver. À noite, no hotel, remocei. No escuro, como ela gosta, fizemos amor.

 

No regresso paragem no El Corte Inglés. A ideia era perfumarmo-nos à borla, debicar fruta, experimentar roupa que nunca poderíamos comprar. À saída do autocarro, um ruído de travagem, um grito, um quebrar de ossos. Senti-me divido em dois, um boneco articulado. Uma enorme dor. Nada. Quando despertei um médico ou um anjo barbudo, não sei bem, disse-me: "- Su compañera murió. Lo siento." Deitado, no hospital, tenho tempo para pensar. A felicidade é sempre um estado transitório. Quando sair daqui vou beber um copo a isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

  • alexandra g.

    Uma bela albina, poderia ser gémea da gata da minh...

  • Fernando Lopes

    Tu és de pouco alimento, a despesa suporta-se bem....

  • Anónimo

    Com a poupança que tens tido nos almoços comigo e ...

subscrever feeds