Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Paradoxos

por Fernando Lopes, 6 Abr 12

O número de automóveis a circular na cidade do Porto é cada vez menor. Tenho a felicidade de ter comprado casa no centro da cidade. O que gasto a mais na prestação, poupo em gasolina, em deslocações, em tempo. E tempo é dinheiro. Dei por mim a reflectir em dois paradoxos. O primeiro é que, apesar do preço proibitivo do combustíveis, nunca gastei tão pouco. Com a diminuição do fluxo de trânsito nas artérias que percorro, os curtos trajectos, são em via livre e demoram infinitamente menos. Para as deslocações habituais gasto cerca de 40€ por mês. Se tivesse passe social [e necessitaria de dois] ficaria mais caro. Estranha forma de incentivar o uso de transportes colectivos e diminuir a factura energética.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds