Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entregues à canzoada!

por Fernando Lopes, 18 Mar 12

Depois da filha do pastor alemão, o próprio foi eleito presidente da Alemanha. Com padrões morais mutáveis ao sabor da conveniências e uma lógica luterana de crime e castigo, portugueses temei! Estamos entregues à canzoada!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sempre a bombar!

por Fernando Lopes, 18 Mar 12

Encanta-me observar a natureza humana na sua diversidade. Locais com frequência heterogénea, da sopeira ao sr. dr., da prostituta à freira, são a minha praia.

 

Hoje, num momento de carência de sticks de nicotina recorri à bomba de gasolina que fica a 5 minutos de minha casa. As bombas ao sábado à noite são um micro-cosmos que fazem as delícias de qualquer admirador da espécie humana e mereciam análise sociológica atenta. À minha frente, numa fila imensa, pategos que são forretas e só compram um maço de cigarros de cada vez, bêbados profissionais e de ocasião, agentes artísticos de senhoras de má fama, as ditas senhoras, neo-punks ou neo-góticos ou neo-o-raio-que-os-parta, dreads com as célebres calças caga-na-saquinha e drs. que precisam de ler o Espesso antes de adormecer. Estes locais, lojas de conveniência vendem tudo, inclusive, embora marginalmente, gasolina. Com esta variedade humana o bedum originado é particular. Uma mistura de patchouli e Chanel nº5, ganza e superbock enchem o espaço.

 

Sou antecedido de uma senhora de mais de 40 anos, muito afectada por se misturar com a populaça, vestida com aquelas leggings enganadoras, cheias de elásticos que tranformam descaídos glúteos em rabinhos em forma de coração de fazer inveja a miúdas de 18 anos. Saca-me de uma carteira Louis Vuitton genuinamente falsa e paga 5 euros de gasolina. Rio-me sempre que a pose não condiz com a bolsa, mas este caso foi particularmente gritante. O parceiro que estava atrás também reparou no pormenor e não conseguiu evitar um sorriso. O mundo está cheio de gente assim que encarna uma personagem que nada tem a ver com a realidade. Neste caso a referida senhora Vuitton, que vai tomar café à Foz mas não têm dinheiro para mandar tocar um cego. Um dia, com as narinas coladas e munidos de uma dose substancial de paciência passem uns minutos de sábado à noite numa desta lojas-bombas. Verão a natureza humana a bombar em toda sua multiplicidade e esplendor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Genny

    O Natal está aí à porta. Começa a introduzir esse ...

  • Fernando Lopes

    João, a bicha é surda, foi um pequeno milagre o fa...

  • pimentaeouro

    Parabéns Branca és uma sortuda. Põe o teu dono a f...

  • Fernando Lopes

    Eh pá, nos contras diria que não é um cão. Nos pró...

subscrever feeds