Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Três Garganta(s) Funda(s)

por Fernando Lopes, 15 Dez 11


Sou contra as privatizações de bens essenciais como a electricidade, gás, água ou combustíveis. O Estado devia ter uma posição largamente maioritária nesta empresas, porque prestam um serviço indispensável à população. Feito este ponto prévio, aceito com desconforto algumas das privatizações que aí vêm. A EDP vai para mãos estrangeiras a curto prazo. Como todos sabemos a EDP é antes de mais uma espécie de cobrador do fraque, pois na factura aparece de tudo, além da electricidade. Este esquema bem português deu tal resultado que até os gregos vão ter um "imposto predial" na conta da luz. O chico-espertismo nacional faz escola por essa troika fora, em versão revista e adaptada.

A senhora Merkel resolveu meter uma cunha a Passos Coelho. Também a célebre cunha é uma invenção portuguesa adaptada por aqueles que nos espoliam. Se existissem patentes para os expedientes do estado português tínhamos o futuro garantido para os próximos quinhentos anos.

Acontece que a E.ON está a oferecer metade do valor que os chineses da China Three Gorges Corporation estão dispostos a gastar. E aqui não existe nenhuma "garganta funda" que não o valor do dinheiro. Os estatutos da eléctrica portuguesa são blindados. Significa isto que independentemente da percentagem de capital social que uma entidade possua, só pode exercer 20% dos direitos de voto.

Isto obriga a consensos estratégicos. Passso Coelho fala em "projecto". Eu falo em dinheiro. Se a nossa empresa não for vendida pela melhor oferta, tudo terá que ser muito bem explicado. E não me venha com tretas de "projectos" ou "interesses estratégicos". Não  e-x-i-s-t-e-m.

A acontecer teriamos de receber contrapartidas no valor de milhares de milhões de euros. E já temos as experiência das mesmas no caso dos submarinos e de veículos militares. Os alemães não as cumprem. Assim façamos de Fausto e vendamos a alma a quem pagar mais. É a única forma séria de resolver este assunto. Ou será que num futuro não muito longínquo veremos um Coelho à frente da E.ON Portugal ?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Ferdinand,não se diz gases, diz-se metano :), mas ...

  • Anónimo

    Já passei pela situação de querer umas bolachas se...

  • Fernando Lopes

    O problema dos ruminantes são os gases, usei a vac...

  • Inês

    "mais ventosidades que uma vaca argentina"?! Já me...

subscrever feeds