Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Viva la muerte!

por Fernando Lopes, 31 Out 11


"O dia em que morremos é apenas mais um dia da nossa vida." Quem o disse já partiu para esse limbo de onde nunca se regressa. No México uma das marcas culturais deste dia é o cruzamento entre o sagrado e o profano, o brincar com a morte, o ignorar ostensivo de que ela está sempre ao nosso lado. O culto dos mortos representa a careta que fazemos à morte. De língua de fora, dentes arreganhados, desprezo infinito. Estás aí, mas não é hoje que me levas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Anatomia do desejo

por Fernando Lopes, 31 Out 11


Caminhamos de mão dadas. Através do decote discreto, pressinto-te os seios generosos e firmes. E, num segundo, recordo com desejo redobrado as vezes em que fomos um corpo só, quente, vibrante e húmido, partilhando o êxtase. Não é passado, presente ou futuro é todo um momento que se eterniza, quando exaustos nos abraçamos num profundo silêncio. E tremo de prazer, satisfação e orgulho. Tantos anos depois quero-te ainda mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • alexandra g.

    Ferdinand,não se diz gases, diz-se metano :), mas ...

  • Anónimo

    Já passei pela situação de querer umas bolachas se...

  • Fernando Lopes

    O problema dos ruminantes são os gases, usei a vac...

  • Inês

    "mais ventosidades que uma vaca argentina"?! Já me...

subscrever feeds