Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

F*ck the poor

por Fernando Lopes, 5 Ago 11


Dedicado a Pedro Mota Soares, o homem que integra no nome o meio de transporte. Quem anda a pé é o pobre!


I would be a liar if I pretended to admire,
The redlight windscreen cleaning empire that you've built,
But my heart is good, it's not a thing of stone or wood,
I'll give you $0.50 to take away my guilt.
I give money to folk that just don't have enough,
To try to justify the future purchases of stuff,
That I don't need, I know that one less vodka cranberry tonight,
And I could feed some foreign family for a fortnight,
But I might just have one more,
After all, what is vodka for?


Apart from making you want to shag your best mate's wife,
And dampening the guilt you feel about your perfect life;
Fuck the poor, What is all this hoo-hah for?
There's only one reason that I'll phone 1800-0340-34,
It's the force that drove Teresa, and that school that Oprah built,
I'll give you $50 to take away my guilt.
Fuck the poor, I'm not pretending anymore,
That I really give two shits about some kids in Bangalore,
I'm more interested in footie, than seeing the Solomons rebuilt,
But I'll give you $50 to take away my guilt,
I'll give you $50 to take away my guii-lll-tt.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Homem objecto

por Fernando Lopes, 5 Ago 11


Sou um homem objecto. E gosto. Poderia vir para a rua queimar boxers tamanho XL, reivindicar a minha masculinidade. Para quê? São as mulheres que fazem o mundo. Tomam conta de nós desde o berço. Mimam-nos como se tivéssemos 5 anos. Ter duas (2) mulheres em casa é o melhor que um homem pode desejar. Se se chatear com a grande pode dormir na cama da pequena. Ou vice-versa. Descrever estas experiências familiares é do mais divertido que já fiz no purgatório. Desafio os bloggers notáveis a chegar a casa às 7 e iniciar uma posta. Grito lancinante!!!
- Ó pai, vêm-me limpar o rabinho! Rabinho limpo e tento continuar a posta. Em vão.
- Ó Fernando podias por a mesa e aquecer a sopa da Tide?
Posta interrompida, sopa aquecida.
Posso ir acabar a minha posta? Não, tenho de ajudar a levantar a mesa.
Sou um homem objecto, uma escrava Isaura com pénis, uma esfregona nas mãos destas duas. E não saberia viver de outra maneira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds