Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os alemães e o pepino espanhol

por Fernando Lopes, 31 Mai 11


Os alemães que têm fama de não serem grandes utilizadores do pepino, culpam os espanhóis. Desconhece-se a origem da infecção, mas a importadora alemã diz "que a mercadoria teria caído ao chão no mercado de Hamburgo e que tentaria salvar parte da carga “sob sua responsabilidade”. A E. coli é uma bactéria comum, que existe em todos os seres humanos. Mas, obviamente a merda tinha de vir de Espanha, já que como todos sabemos os alemães desconhecem-na. Cada vez que defecamos mandamos cá para fora um trilião de E. coli. Nós os do sul, que na Germânia tal não acontece. Seria cómico se não fosse trágico.

Actualização: "Cornélia Prüffer-Storcks, senadora do governo regional de Hamburgo com o pelouro da Saúde anunciou nesta terça-feira que os investigadores do Instituto de Higiene de Hamburgo descartaram a possibilidade de terem sido as bactérias encontradas anteriormente em pepinos espanhóis a causar as infecções."

Estão a ver no que dá fazer acusações não fundamentadas?  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

Warming up to Laurie Anderson

por Fernando Lopes, 31 Mai 11



Now only an expert can deal with the problem
Cause half the problem is seeing the problem.
Only an expert can deal with the problem
Only an expert can deal with the problem.

So if there is no expert dealing with the problem
It's really actually twice the problem.
Cause only an expert can deal with the problem
Only an expert can deal with the problem.

In America we like solutions. We like solutions to problems.
And there are so many companies that offer solutions
Companies with names like: The Pet Solution, The Hair Solution
The Debt Solution, The World Solution, The Sushi Solution.
Companies with experts ready to solve these problems.
Cause only an expert can see there's a problem
And only an expert can deal with the problem
Only an expert can deal with the problem


Ler mais aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dos bloggers ou da importância que não temos

por Fernando Lopes, 30 Mai 11

Prefiro blogues individuais a colectivos. Pessoais a políticos. Mas isto são opções minhas, que têm a ver com a maneira como encaro um blogue. O que me dá vontade de rir, é a importância que damos ao nosso hobby e a relevância que julgamos ter para a formação da opinião de terceiros. Tenho relutância em ver-me como um blogger. Sou antes um tipo que resolveu escrever meia dúzia de tretas publicamente. Assim, sujeito ao contraditório e a opiniões favoráveis, desfavoráveis e até a aturar com infinita paciência defensores da supremacia branca.

Vêm isto a propósito da mundividência muito peculiar de Fernanda Câncio. No jugular e a propósito deste post, trocamos galhardetes. Depois bloggers à seria, do 5dias e aventar, publicaram isto e isto.
Dei por mim a pensar o que serão estas discussões e trocas de argumentos para o homem e a mulher comuns. Eles não estão preocupados com os "acampados" do Rossio ou a violência na Praça da Catalunha. Estão demasiado ocupados a sobreviver num emprego em que recebem 700 euros por mês ou a procurar trabalho.

Os blogues, as reflexões, os debates acalorados nada lhes interessam. E, no entanto, é também por eles que escrevo. Somos um bocadinho ridículos, dando-nos uma importância que não temos. É que isto de blogues não é para todos, é só para quem pode. Os outros, marginais, excluídos ou trabalhadores de salário mínimo não têm tempo a perder com merdices intelectuais ou ideológicas. Se calhar ainda bem, para nos porem em perspectiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

um telemóvel vale dezassete facadas?

por Fernando Lopes, 29 Mai 11


Certamente todos se lembrarão da cena de agressão de uma aluna a uma professora, no Liceu Carolina Michaelis. Embora saiba que o telemóvel é um instrumento de comunicação indispensável e um armazém dos segredos dos jovens, as paixões que suscita são para mim completamente "do outro mundo". Adolescentes brutalizam-se por causa do pequeno aparelho. Mas dezassete facadas com um x-acto por causa de um telemóvel roça a loucura. Alguns dos nossos adolescentes, estão a transformar-se em pequenos bandidos. Por muito que me custe, para parar esta espiral de violência, é necessário vigilância parental e mão pesada sobre os agressores. Sobre risco de transformarmos as nossas cidades num sucedâneo dos bairros problemáticos norte americanos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Morreu Gil Scott-Heron

por Fernando Lopes, 29 Mai 11


Morreu Gil Scott-Heron. Meu irmão a tua morte não será televisionada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porto em festa

por Fernando Lopes, 28 Mai 11


Este fim-de-semana a minha cidade está em festa. Em Serralves, 40 horas nonstop de música, dança, teatro e circo. Quem for à baixa tem a Feira do Livro do Porto. Como alimentar o espírito não basta, na Alfândega está o Porto.come com chefes famosos onde por preços mais do que razoáveis se poderá saborear arte comestível. Além disso hoje é o último dia do Restaurante Week do Porto e por 20 € pode-se frequentar alguns dos mais requintados "comedouros" da cidade.
Proponho um final de noite pelos bares da baixa do Porto. A Tendinha é o meu favorito. A minha cidade é única. Este fim-de-semana alia cultura, gastronomia e diversão em doses alucinantes. É aproveitar senhores, que a crise está já ali ao virar da esquina. Mais informação aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)






Isto é porco. Exercer este tipo de violência sobre manifestantes pacíficos prefigura terrorismo de estado. A coberto de uma suposta "operação de limpeza".O que não é uma novidade em Espanha. Ainda me lembro da guerra suja contra a ETA no tempo de Felipe González. Note-se como no segundo vídeo se ouvem tiros e surgem polícias de cara tapada. Tudo isto para quem não ofereceu a mínima resistência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Santiago, Obradoiro & tapas

por Fernando Lopes, 26 Mai 11


Há muito que Santiago de Compostela se tornou numa das minhas cidades favoritas. Pela magnífica Praza do Obradoiro, pelo Hostal de los Reyes Católicos, pelo centro histórico, pelos restaurantes, pela juventude que enche de alegria a noite da cidade. E agora também por isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Para um leigo em economia recessão gera baixa de consumo. Consequentemente menos impostos e menos receita. O menu do FMI/FEEF/BCE não está a dar resultado na Grécia. Pelo contrário só desperta a voragem dos "mercados" por novas presas.

Se os europeus não querem uma Europa a várias velocidades têm de dialogar. Temos países em situação idêntica à nossa e nunca se viu a procura de uma solução comum. Os até agora intervencionados nunca se reuniram para debater problemas ou possíveis soluções. Nesta Europa do "salve-se quem puder", Portugal, Grécia e Irlanda ficaram presos a uma moeda comum que não podem desvalorizar.

Temos vizinhos que míopes apenas se preocupam com o seu umbigo, adiando ad eternum um inevitável caminho de unificação sócio-económica e política, que a curto prazo será necessária não só para a sobrevivência dos periféricos, mas também do eixo franco-alemão. Tardam em compreender que as desigualdades são a génese das revoltas. A mais do que previsível reestruturação da dívida grega será provavelmente o primeiro passo para o debilitado edifício europeu ruir como um baralho de cartas.

Se os líderes não souberem assumir as suas responsabilidades e se mostrarem incapazes actuar como um todo, serão as Moody's deste mundo a mandar na velha Europa. Mas isto é um cidadão simples a pensar ... Pensem comigo e participem com a vossa opinião.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/6

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Já passei pela situação de querer umas bolachas se...

  • Fernando Lopes

    O problema dos ruminantes são os gases, usei a vac...

  • Inês

    "mais ventosidades que uma vaca argentina"?! Já me...

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

subscrever feeds