Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tertúlia dos 1 aos 48

por Fernando Lopes, 2 Abr 11


Estava lá representada a "sociedade civil". Engenheiros do ambiente, farmacêuticos, bancários, jornalistas, homens da cultura, bebés, crianças e adolescentes. Num ambiente caótico trocam-se presentes, fala-se da vida, dos filhos, de política, do mundo. De todos os pequenos e grandes nadas que constituem a nossa vida, de grandezas e misérias. É bom ter amigos assim, vivos, interessados, participativos, preocupados. Provam-me que nada está perdido, há vida neste recanto à beira mar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Que podes tu, biltre, fazer?

por Fernando Lopes, 2 Abr 11

Manchete do Expresso. Pode Aníbal  "fintar" os preceitos constitucionais ?
Será que o homem do "ultramar" e do "dia da raça" está a preparar um novo 28 de maio?

Autoria e outros dados (tags, etc)

José e Marcos no pais dos doutores

por Fernando Lopes, 2 Abr 11


A apropriação de um título académico é coisa grave. É como conduzir sem carta. José não queria ser só eng.º técnico e licenciou-se a um domingo. Coisas que só acontecem a quem tem amigos influentes. Marcos licenciou-se em finanças. Pelo cansaço. "Estive lá oito anos." O que o pode qualificar para dux veteranorum, mas não lhe atribui a licenciatura. A justificação, como diz Ana Matos Pires, no jugular, é pífia. Completamente de acordo. Mas pífia é também a sociedade que acha que para se ter competências ou credibilidade, uma licenciatura é indispensável. Ninguém quereria estar nas mãos de um médico que esteve 25 anos na faculdade de medicina. Que fique bem claro que a apropriação de títulos académicos, é um crime. Mas também é tempo de reconhecer que existem méritos para lá dos académicos.

O silogismo por todos interiorizado reza assim:

1. Todo o não dr. é incompetente
2. Marcos não é dr.
3. Logo, Marcos é incompetente.

Isto é típico de uma sociedade atrasada, em que se valorizam mais os títulos académicos do que as competências. Esta mentalidade, levou a que todos quisessem ser doutores fosse no que fosse. Os mesmos que agora estão à rasca, porque o título não lhes traz competências. Caso contrário teriam emprego no dia seguinte. Isso agora só acontece aos muito bons. Seja em que área for.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Já passei pela situação de querer umas bolachas se...

  • Fernando Lopes

    O problema dos ruminantes são os gases, usei a vac...

  • Inês

    "mais ventosidades que uma vaca argentina"?! Já me...

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

subscrever feeds