Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Commodities e abutres

por Fernando Lopes, 24 Fev 11


Nada me move contra os ricos. Só que sou do tempo em que se era rico por herança, ou porque se tinha de construído alguma coisa. Uma fábrica, um negócio, um comércio, fosse o que fosse. Ninguém ficava rico, com o rabo sentado, à frente de um computador, a comprar e vender commodities.

Na era dos amigos virtuais, também a riqueza é virtual. No meu modo prosaico de ver as coisas, as bolsas deixaram de "dar". Para onde se viraram os abutres? Para as commodities, que vão desde o trigo ao petróleo, passando pelo algodão. Algures na city londrina ou em Wall Street alguém está a ficar rico, vendendo e comprando trigo, café, sumo de laranja, sei lá que mais. Estes abutres, não compreenderam que o lucro de alguns significa a miséria de muitos. Ou se calhar compreenderam, mas estão-se nas tintas. Esta especulação com coisas tão simples como o trigo vai gerar desequilíbrios, fome e revolta. Os povos africanos, asiáticos e mesmo europeus não podem assistir impassíveis a meia dúzia de "investidores" que brincam com o nosso pão. No sentido literal da palavra.

Uma regulação destes e outros mercados é urgente. Caso contrário, o circo vai pegar fogo, e não vão ser os palhaços que se vão queimar. Vai haver abutre de churrasco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é o meu aniversário

por Fernando Lopes, 24 Fev 11


Pouco dado a efemérides, até porque 48 já não é idade que se celebre, comunico às dez pessoas que lêem isto, que hoje é o meu aniversário. Aviso já, costumo ficar deprimido nos aniversários. O melhor presente que poderia ter, já o recebi, através dos vossos comentário aqui no purgatório. São um presente diário, e tenho tido muitos e bons. Vocês sabem quem são.
Obrigado. Muito, muito, muito, obrigado !!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds