Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O meu master-plan

por Fernando Lopes, 10 Dez 10

O master-plan da minha vida foi um. Não ter planos. Não sei porquê, mas tudo me acontece por acaso desde a minha infância.
O ter sido criado pelos meus avós. O ir parar à Faculdade de Letras, para um curso de Filosofia que nunca terminei. O primeiro emprego. E os outros. Nunca respondi a um anúncio de emprego. Conheci a minha mulher, por acaso, num jantar onde não planeava ir. Sem plano. Fui comer arroz de sarrabulho e trouxe uma casa de brinde. Uma vez mais, sem plano. Acho que sou um tipo bafejado pela sorte. A minha total despreocupação com o que pode, ou vai acontecer, tem-me levado por bons caminhos. Acho que vou seguir o meu plano.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ernestina

por Fernando Lopes, 10 Dez 10

"Este é mais do que um romance autobiográfico ou um volume de memórias de famílias ficcionadas. É um fresco de Trás-os-montes, dos anos 1930 aos anos 1950, um romance que transcende o relato regionalista e que transpôs fronteiras, transformando-se num fenómeno editorial na Holanda. Ernestina é também o nome da mãe do autor e da intrépida protagonista deste livro."
  

Eu acrescentaria, que além de autobiográfico, é uma homenagem à mulher, na sua condição de companheira, mãe e amante.
Vou passar este livro ao meu amigo RG, que na sua estante acidental, certamente fará melhor análise.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Filipe, estou em dívida contigo. A vida não tem es...

  • Anónimo

    Já estava na iminência de pedir à PJ a emissão de ...

  • Fernando Lopes

    Gábi, não sou insensível ao drama da deslocação do...

  • redonda

    eu não vou chamar, nada primeiro porque estou muit...

subscrever feeds