Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tempo

por Fernando Lopes, 11 Jan 12

Havia um casal, casado há muito, muito tempo, que sempre se tinha odiado, nunca capazes de se suportar um ao outro.
E quando estavam já nos noventa, resolveram finalmente divorciar-se.
E as pessoas perguntaram: Porque é que esperaram tanto tempo? Porque é que não se divorciaram antes?
E eles responderam: Bem, queríamos esperar até que as crianças morressem.


Adaptação de "Another day in America" de Laurie Anderson

Autoria e outros dados (tags, etc)

3 comentários

De bibónorte a 11.01.2012 às 23:16

Caro Fernando
Conheço mais do que um casal que se suportou estoicamente durante anos a fio, metendo agressões verbais e físicas pelo meio e também traições, que só se divorciaram depois de serem avós porque estiveram à espera que os filhos seguissem a sua vida para concretizar a separação. Ele há mesmo cada uma! Se sem esses dramas pelo meio a coisa nem sempre é fácil que fará ter que suportar semelhantes tolérias!

De Fernando Lopes a 11.01.2012 às 23:53

bibónorte,

Esta minha reles tradução é uma reflexão simultânea sobre as relações conjugais e também sobre o tempo. Apesar de terem uma relação horrivel, havia uma imagem e uma família a preservar. Não sei se está familiarizado(a) com Laurie Anderson, uma performer fabulosa.
Para si ou para outros, deixo aqui os links da letra e da música, porque vale mesmo a pena!

Vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=_xBUXTVVDDw

Letra:
http://artists.letssingit.com/laurie-anderson-lyrics-another-day-in-america-p8bbf1j

Abraço,

De Fernando Lopes a 12.01.2012 às 00:01

Só para aguçar o apetite este refrão:

And ah, these days. Oh, these days.What are days for? To wake us up, to put between the endless nights.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Esta não é totalmente surda, ouve muito mal mas re...

  • alexandra g.

    Uma bela albina, poderia ser gémea da gata da minh...

  • Fernando Lopes

    Tu és de pouco alimento, a despesa suporta-se bem....

  • Anónimo

    Com a poupança que tens tido nos almoços comigo e ...