Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O oráculo

por Fernando Lopes, 16 Abr 11

"Quando a Grécia colapsou, disseram que Portugal era diferente. Agora dizem que a Espanha é diferente. Eu não tenho certeza disso."

Nouriel Roubini

Autoria e outros dados (tags, etc)

4 comentários

De Fenix a 16.04.2011 às 14:13

Fernando,

Todos diferentes, todos iguais, até ao colapso geral!

Abraço
Ana

De Fernando Lopes a 16.04.2011 às 15:06

Ana,

Tenho um medo que me pelo do Roubini. Interesseiro, manipulador, até criminoso já lhe chamaram.
Certo, certo, é que após a crise do subprime, o tipo tornou-se o master manipulator dos mercados, juntamente com o Krugman.

Abraço,
Fernando

De O abominável careca a 17.04.2011 às 19:56

Caríssimo,
Pelo andar da carruagem isto mais vais parcer o chamado efeito "dómino" e temo que quando se começar a tirar os testos às respectivas panelas virá tudo por fora e mesmos aqueles países que sempre afirmaram não ter "rabos de palha" na devida altura quando tudo se precipitar cá estaremos para ver o que vai acontecer.
Um jeito de profecia e se calhar ainda este ano infelizmente vamos ter novidades acerca dos nuestros hermanos e quem sabe se calhar os também ingleses não ouviremos falar deles e de certeza que não será pelas melhores razões!
O futuro é negro para todos e a cada dia que passa sinto-me cada vez mais céptico em relação a sobrevivência e continuidade do euro para todos conforme preconizaram os seus fundadores!
Um abraço!

De Fernando Lopes a 17.04.2011 às 20:20

Abominável,

A UE começou uma casa pelo telhado. Uma moeda única antes de haver um governo central, políticas sociais comuns, igualdade fiscal etc. Agora esse edifício começa a cair. Não se pode ter objectivos de défice ou outros iguais para a Alemanha ou para Portugal sem haver outros mecanismos de coesão prévia.
Com bem disse Daniel Oliveira, a UE é o Titanic, que começa a afundar. Os passageiros que vão em 1a, estão a ver os de 3a a afundarem-se, pensando que a água não lhes chega aos calcanhares. Estão errados e o barco vai começar a afundar arrastando consigo os passageiros de todas as classes. E não há salva vidas que lhes valham.

Abraço,
Fernando

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback